Última hora

Última hora

Eleições em Espanha, com sinais diferentes

Em leitura:

Eleições em Espanha, com sinais diferentes

Tamanho do texto Aa Aa

Trinta anos depois, os nacionalistas podem deixar o poder autonómico, no País Basco espanhol.

As sondagens admitem que o Partido Nacionalista Basco, de Juan Luis Ibarretxe, possa perder as eleições. Se isso se confirmar, é o fim de 30 anos consecutivos de poder. Patxi Lopez representa as esperanças socialistas de conquistar o governo regional. Nos ultimos dias, contou com o apoio do lider do PSOE e primeiro-ministro, José Luiz Zapatero que lhe deu um empurrão, para que, este domingo, as coisas mudem. Trata-se do primeiro acto eleitoral que não conta com candidaturas das forças afectas à ETA, ilegalizadas pela justiça espanhola. Para garantir a segurança, foram destacados cinco mil agentes policiais, temendo que a ETA aproveite a oportunidade, para um qualquer atentado violento. Do país Basco para Galiza – nesta região autónoma do nororeste espanhol, também há eleições e aqui as sondagens admitem o regresso do Partido Popular ao poder, depois de uma legislatura liderada pelo PSOE. Os lideres nacionais dos dois principais partidos, também participaram na campanha. Mariano Rajoy, e José Luis Zapatero foram dar uma ajuda às candidatura regionais. Tudo indica que o PP pode vencer. Mas o PSOE ainda não está derrotado.