Última hora

Última hora

Iraquianos satisfeitos com retirada de parte das tropas americanas até 2010

Em leitura:

Iraquianos satisfeitos com retirada de parte das tropas americanas até 2010

Tamanho do texto Aa Aa

O vice-presidente iraquiano saúda o anúncio da retirada de grande parte das tropas americanas até Agosto de 2010. Tarek al-Hachémi sublinha, no entanto, que o Iraque vai necessitar da ajuda de Washington durante mais algum tempo. O povo também se mostra satisfeito.

“Os iraquianos sentem-se aliviados, porque o Iraque caminha para uma completa independência. A retirada das tropas norte-americanas significa independência completa para o povo iraquiano”, diz Adnan al Fadhli. “A América não consegue concluir a guerra no Iraque de um ponto de vista militar. É uma forma de aliviar o povo iraquiano e é uma jogada para o povo americano, porque eles querem o sucesso do seu Governo. A retirada expressa o seu falhanço no Iraque”, afirma, Ali Kadhum, um habitante da província de Basra. A retirada do Iraque de grande parte dos 138 mil militares norte-americanos, até Agosto de 2010, foi anunciada, na sexta-feira, por Obama. 50 mil elementos deste contingente vão ficar para além dessa data, mais ano e meio, para prestar apoio na luta contra o terrorismo. “Vai ser mais perigoso nos meses que aí vêm. Vamos enfrentar novos testes e provas imprevistas, mas graças aos sacrifícios daqueles que serviram o país, conseguimos merecidos progressos. Estamos a deixar o Iraque ao seu povo e começámos o trabalho de acabar esta guerra”, declarou Barack Obama. O anúncio dos presidente dos Estados Unidos não agradou de todo aos congressistas democratas que pretendiam uma retirada mais ampla.