Última hora

Última hora

Sob pano de fundo da crise Praga começa a comemorar cinco anos de adesão

Em leitura:

Sob pano de fundo da crise Praga começa a comemorar cinco anos de adesão

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar da crise, Praga começa já a celebrar os cinco anos da adesão à União Europeia, que se comemoram a 1 de Maio próximo. A Comissão Europeia e a presidência checa da União organizaram uma conferência que faz um balanço dos primeiros cinco do alargamento da Europa.

Uma conferência no dia a seguir a uma cimeira especial, na qual os Vinte e Sete recusaram o proteccionismo. Recusada foi também a proposta de Budapeste. O governo da Hungria, um dos países em maiores dificuldades, propunha um grande plano global de ajuda aos países de Leste. Mas afinal a ajuda virá caso a caso. Caso a caso é também como será tratada a adesão de novos países à zona euro – sem, contudo, pôr em causa os critérios de adesão à moeda única. “Durante as discussões, os países grandes – sem mencionarem especialmente a Lituânia – evocaram a possibilidade de que o assunto fosse discutido em privado”, confidenciou o primeiro-ministro lituano, Andrius Kubilius. Alguns dos Estados membros do Leste da Europa têm sido extremamente atingidos pela crise e vêem na adesão à moeda única europeia uma forma rápida e eficaz de evitar uma queda ainda maior.