Última hora

Última hora

Caça aos responsáveis do ataque que visou equipa de cricket do Sri Lanka em Lahore

Em leitura:

Caça aos responsáveis do ataque que visou equipa de cricket do Sri Lanka em Lahore

Tamanho do texto Aa Aa

A fuga dos atacantes e a ausência de reivindicação deixam todas as hipóteses em aberto para explicar o atentado contra a equipa de cricket do Sri Lanka em Lahore.

O ataque na segunda cidade do Paquistão fez oito mortos – seis polícias e dois civis – e mais de uma dezena de feridos, entre os quais seis jogadores da selecção do Sri Lanka e um treinador britânico. O autocarro com a equipa foi emboscado juntamente com uma segunda viatura com árbitros australianos, quando eram escoltados para um estádio de Lahore. Um polícia paquistanês diz que “só sobreviveu porque estava no banco traseiro da viatura”. Depois do ataque, foram encontrados na proximidade do local dois carros armadilhados e uma importante quantidade de armas. As autoridades paquistanesas denunciam “um atentado terrorista organizado”, comparando-o com os mortíferos ataques de Bombaim em Novembro ou chegando mesmo a apontar o dedo à Índia. Com uma verdadeira caça ao homem na cidade de dez milhões de habitantes, várias hipóteses pairam no ar: islamitas responsáveis por uma vaga de atentados que fez mais de 1600 mortos no Paquistão, separatistas Tamil em luta contra o exército do Sri-Lanka ou mesmo uma operação dos serviços secretos indianos.