Última hora

Última hora

Começa segundo processo contra ex-patrão da Iukos

Em leitura:

Começa segundo processo contra ex-patrão da Iukos

Tamanho do texto Aa Aa

Em prisão na Sibéria há quatro anos, Mikhail Khodorkovsky começou hoje a ser julgado novamente em Moscovo num processo que pode significar mais 22 anos na cadeia para o ex-patrão do grupo petrolífero Iukos.

O antigo magnata vai responder por acusações de desvio de 20 mil milhões de euros e branqueamento de cerca de 11 mil milhões de euros. Khodorkovsky encontra-se a meio de uma pena de oito anos por fraude e evasão fiscal. Tal como no primeiro processo, organizações dos direitos humanos e defesa denunciam motivações políticas no processo. Os advogados de Khodorkovsky dizem que o julgamento vai testar a suposta vontade do presidente russo Dmitri Medvedev para reformar um sistema judiciário que consideram corrupto. A equipa de defesa do ex-patrão da Iukos sublinha nomeadamente que Khodorkovsky é acusado de roubar mais petróleo do que a empresa produziu durante os anos visados no processo.