Última hora

Última hora

Desemprego bate recordes em Espanha

Em leitura:

Desemprego bate recordes em Espanha

Tamanho do texto Aa Aa

O desemprego atingiu em Espanha, no mês de Fevereiro, o seu nível mais elevado desde há 13 anos.

São já três milhões e 480 mil o número de desempregados no país. Os analistas acreditam que este número poderá ultrapassar os quatro milhões até ao Verão. Testemunhos desta realidade sombria não faltam nas ruas: “Toda a minha família está no desemprego” “Tinha um contrato a termo que acabou e aqui estou no desemprego “Há três anos que trabalhava num complexo hoteleiro e agora toda a gente foi despedida”. A Espanha debate-se com a mais alta taxa de desemprego da União Europeia, 16,5% da população activa. O primeiro-ministro, José Luis Rodriguez Zapatero afirma que “O governo propôs ontem aos parceiros sociais novos dispositivos para, por um lado melhorar as condições dos desempregados e por outro, relançar o emprego. Após dez anos de forte crescimento económico, alimentado especialmente por um boom na construção civil, a Espanha mergulhou brutalmente na crise que afectou fortemente o sector imobiliário e entrou em recessão no final de 2008. A taxa de desemprego duplicou relativamente a 2007. Um cenário que não deverá conhecer melhorias pelo menos até ao final do ano.