Última hora

Última hora

Equipa de críquete do Sri Lanka regressa a casa

Em leitura:

Equipa de críquete do Sri Lanka regressa a casa

Tamanho do texto Aa Aa

A selecção nacional de críquete do Sri Lanka chegou esta quarta-feira a Colombo depois de uma passagem dramática pelo Paquistão.

Um dos membros da equipa relatou o ataque que ontem resultou na morte de seis polícias e um motorista, abatidos por desconhecidos armados. “Cerca de 10 minutos depois de termos deixado o hotel e acreca de 600 metros do estádio há uma rotunda.Aí ouvi um som que parecia um foguete. não liguei. depois vi dois carros brancos na berma da estrada a recuarem contra o nosso autocarro. um deles perdeu o controlo e bateu na rotunda. Pensei que fosse uma rixa entre condutores. Mas uma pessoa saiu e começou a disparar”, descreveu o jogador. O atentado ocorreu nas imediações do estádio Kadaffi em Lahore, onde as autoridades trocaram tiros com os 12 agressores que acabaram por conseguir escapar. O ministro do interior paquistanês não exclui a possibilidade de um golpe estrangeiro. Rehman Malik declarou na televisão que “a democracia do país foi posta em causa. O Paquistão está sob contínua agressão e os estrangeiros foram alvejados com o objectivo de manchar o nome do país, e eu não ponho de parte uma mão estrangeira no ataque”, concluiu. O ataque resultou em ferimentos em vários atletas. O incidente levou a equipa de críquete da Nova Zelândia a cancelar uma digressão paquistanesa planeada para o fim deste ano.