Última hora

Última hora

Gazprom diz que a dívida ucraniana está paga

Em leitura:

Gazprom diz que a dívida ucraniana está paga

Tamanho do texto Aa Aa

Depois de várias ameaças, a gigante russa Gazprom garante que o abastecimento de gás à Ucrânia não está em risco.

A dívida referente a Fevereiro no valor de 40 milhões de euros já terá sido saldada pela ucraniana Naftogaz. Em Janeiro, o diferendo entre Moscovo e Kiev sobre o preço do gás afectou a Europa. Uma situação que o chefe de governo russo admitiu poder voltar a repetir-se. Vladimir Putin responsabiliza o executivo ucraniano pela actual situação e alerta para as eventuais consequências para a Europa, caso a dívida não fosse saldada atempadamente. A última crise do gás terminou graças a um acordo, negociado pela primeira-ministra ucraniana e olhado com desconfiança pelo presidente, Victor Iuschenko. Esta quinta-feira, os agentes dos serviços de segurança ucranianos tentaram entrar numa filial da Naftogaz, em Kiev. Uma operação condenada por Yulia Timochenko. Para a primeira-ministra está em causa a violação da Constituição e o desrespeito pelas normas legais. A chefe de governo acusa a justiça de cruzar os braços em defesa dos “próprios interesses” A operação solicitada por Victor Iuschenko está, alegadamente, relacionada com o contrato assinado entre Kiev e Moscovo por intermédio da Chefe de governo ucraniana.