Última hora

Última hora

Greve geral na ilha de Guadalupe chega ao fim

Em leitura:

Greve geral na ilha de Guadalupe chega ao fim

Tamanho do texto Aa Aa

Os trabalhadores da ilha de Guadalupe vão regressar ao trabalho.
 
O acordo alcançado na última noite entre o movimento sindical LKP e o governo francês permite pôr fim a uma paralização que dura há cerca de mês e meio.
 
O documento assinado prevê redução dos preços de produtos e serviços, mas não só. O porta-voz do LKP afirma que o protocolo inclui uma série de medidas em vários sectores. Para o líder sindical, a ilha pode, a partir de agora, aspirar à mudança.
 
Uma mudança reivindicada durante 44 dias.
 
O acordo contempla sectores como a agricultura, os transportes e a educação. Enquanto, as cerca de 50 mil famílias mais modestas vão ver o salário aumentar em 200 euros.
 
Conquistas marcada por alguns incidentes violentos e pela morte de um sindicalista.
 
As manifestações estenderam-se aos quatro departamentos ultramarinos francese. A crise financeira mundial veio reavivar um descontentamento latente.
 
Nas Antilhas, os salários são 30 por cento mais baixos que na metrópole e os preços mais elevados 40 por cento.
 
As negociações prosseguem na Martinica, numa latura em que a falta de combustível está a provocar o caos naquela que é conhecida como a ilha das flores.