Última hora

Última hora

Nato revê relações com Moscovo

Em leitura:

Nato revê relações com Moscovo

Tamanho do texto Aa Aa

A Aliança Atlântica deverá reatar formalmente esta quinta-feira as relações com a Rússia.

A reunião de chefes da diplomacia da NATO, em Bruxelas, é mais um passo preparatório da Cimeira dos 60 anos da organização transatlântica, em Abril. Mas, como espera o secretário-geral Jaap de Hoop Scheffer, tudo aponta para que resulte na recondução do Conselho NATO-Rússia, “congelado” desde Agosto do ano passado. A maioria dos países membros defende a necessidade de recuperar as relações, congeladas pelo conflito militar, entre russos e georgianos. O regresso oficial ao diálogo não põe, no entanto, fim a pontos de discordância, já que, as 26 nações da NATO se opõem firmemente à independência das regiões separatistas georgianas, defendida pela Rússia. O Kremlin continua, fortemente, contra a aproximação da Ucrânia e da Geórgia à Aliança Atlântica, mas os assuntos que provocam fricção deverão ser deixados para mais tarde. Depois de oito anos de administração Bush, os Estados Unidos querem reformular as relações com Moscovo, que contam como parceiro essencial para o sucesso da missão no Afeganistão, um prioridade de Barack Obama.