Última hora

Última hora

Relações com Rússia debatidas na sede da NATO

Em leitura:

Relações com Rússia debatidas na sede da NATO

Tamanho do texto Aa Aa

A Aliança Atlântica deve reatar formalmente as relações com a Rússia esta quinta-feira. A reunião dos chefes da diplomacia dos países membros da NATO em Bruxelas é a primeira da secretária de Estado americana, Hillary Clinton. O encontro vai também preparar a cimeira dos 60 anos da organização, em Abril.

A chefe da diplomacia americana vai tentar capitalizar o efeito Obama na Europa para conseguir um apoio visível à nova política para o Afeganistão. Mas é a questão russa que domina a reunião. As relações NATO-Rússia estão congeladas desde o conflito militar entre russos e georgianos. Apesar do esperado regresso ao diálogo os diferendos mantêm-se. A NATO opõe-se à independência das regiões separatistas enquanto o Kremlin não quer a aproximação da Ucrânia e da Geórgia à Aliança Atlântica. As relações com a Rússia são a chave para a nova abordagem da diplomacia americana. Além de ser fundamental para o esforço de guerra da NATO no Afeganistão, especialmente em termos logísticos, Moscovo tem um papel a desempenhar em eventuais negociações entre a América e o Irão.