Última hora

Última hora

Sudão expulsa ONGs

Em leitura:

Sudão expulsa ONGs

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente sudanês respondeu esta quinta-feira ao TPI com a expulsão de uma dezena de organizações humanitárias do Darfur. O presidente Omar el-Bashir aproveitou mais uma manifestação de apoio em Cartum, durante a manhã, para acusar o TPI de servir interesses neo-coloniais: “Há vinte anos que combatemos as pressões políticas e económicas; o neo-colonianlismo e os seus instrumentos, a começar pelas Nações Unidas, o FMI e o Tribunal Penal Internacional que são de novo utilizados para dominar os povos e pilhar as suas riquezas.”

O embaixador do Sudão nas Nações Unidas, em Genebra, alertou para o perigo que a decisão do TPI constitui para o processo de paz e para os acordos entretanto assinados, além de que “envia uma mensagem errada aos rebeldes” e a todos os movimentos armados. Entretanto aumentam as pressões para que o Conselho de Segurança da ONU suspenda o mandado de captura por crimes de guerra e contra a humanidade que pesa sobre Omar el-Bashir. Além da China, que é um dos principais investidores no país, também a Nicarágua, que actualmente preside a Assembleia Geral das Nações Unidas lamenta a decisão do TPI e junta-se assim às vozes da União Africana e da Liga Árabe.