Última hora

Última hora

Tensão aumenta na península coreana

Em leitura:

Tensão aumenta na península coreana

Tamanho do texto Aa Aa

As forças armadas da Coreia do Norte estão em alerta máximo numa altura em que Pyong Yang se prepara para lançar o que diz ser um satélite mas que Seul, Tóquio e Washington suspeitam ser um teste de míssil de longo alcance.

Os norte-coreanos avisaram que qualquer tentativa para derrubar o satélite de comunicações será um acto de guerra que terá resposta militar imediata. Alguns analistas acreditam que o lançamento é uma manobra para conquistar a atenção da nova administração norte-americana no difícil e longo processo de desnuclearização de Pyong Yang. O clima de tensão na península coreana sobe depois deste domingo Kim Yong Il ter sido reeleito com 100 por cento dos votos numa eleição monopartidária. O escrutínio deveria ter ocorrido no ano passado mas foi adiado na mesma altura em que a saúde do presidente norte-coreano foi colocada em causa. A crescente tensão entre as Coreias não tem apenas como núcleo o lançamento de um engenho por parte de Pyong Yang. Existem também os exercícios militares conjuntos entre a Coreia do Sul e os Estados Unidos, previstos desenrolarem-se até ao dia 20 com munições reais e ao longo da fronteira intercoreana. Manobras que motivaram um protesto da Coreia do Norte junto da ONU.