Última hora

Última hora

Zagreb aceita mediação de Matti Athisaari

Em leitura:

Zagreb aceita mediação de Matti Athisaari

Tamanho do texto Aa Aa

A Croácia decidiu aceitar a mediação europeia no diferendo fronteiriço que a opõe à Eslovénia. O prémio Nobel da Paz, Matti Athisaari, encabeçará o grupo de mediadores. Mas Zagreb não abre mão da sua exigência: a decisão deverá ser tomada pelo Tribunal Internacional, pelo que espera que os mediadores ajudem os dois países a prepararem a proposta a apresentar à justiça internacional.

A decisão foi tomada após uma reunião do presidente croata, Stipe Mesic, com o primeiro-ministro, Ivo Sanader, e os líderes dos partidos políticos representados no Parlamento. A Eslovénia, por seu lado, aceita a mediação europeia mas não vê com bons olhos o recurso ao Tribunal. O diferendo diz respeito a alguns quilómetros de fronteira entre os dois países, que põem em causa o acesso da Eslovénia às águas internacionais. De facto, depois da independência da Croácia e da Eslovénia, em 1991, esta última ficou sem acesso directo às águas internacionais. Ljubljana acusa Zagreb de ter apresentado documentos a Bruxelas, que lhe são prejudiciais. Desde então, vetou a abertura e o encerramento de um terço dos capítulos das negociações de adesão da Croácia à União Europeia.