Última hora

Última hora

Polícia detém dois suspeitos na Irlanda do Norte

Em leitura:

Polícia detém dois suspeitos na Irlanda do Norte

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades norte-irlandesas detiveram dois jovens suspeitos de serem responsáveis pela morte do polícia na noite passada na Irlanda do Norte. Existem receios de que a violência possa ser inflamada com os dois atentados cometidos nas últimas 48 horas no ulster.

Acabar com a paz e promover o regresso do confronto nas ruas é o motivo que os políticos atribuem ao IRA-Verdadeiro e ao IRA-Continuidade. Os grupos dissidentes do IRA reinvidicaram o atentado de sábado que provocou a morte a dois soldados britânicos e o da noite passada. Os dirigentes do governo de Stormont reafirmam estar firmes na defesa da Paz. “Todos nós, como disse ontem, estamos a ser testados. E quanto mais unidos estivermos, mais facilmente ultrapassamos juntos esta fase. Unidos, pedimos a todos na nossa comunidade, qualquer pessoa que tenha o mínimo de informações que nos informe”, declarou o chefe de governo do Ulster. O primeiro-ministro britânico pauta-se pela mesma nota. Gordon Brown sublinhou que não haverá um regresso à violência do passado. “Estamos perante assassinos que tentam distorcer, desregular e destruir um processo político que a funcionarpara o povo da Irlanda do Norte. Sei qual é a resposta do povo norte-irlandês: quer paz e que o processo político avance, não pretende um regresso às armas nas ruas”, referiu Brown. Em três décadas de conflito na Irlanda do Norte morreram mais de 3600 pessoas. Os analistas questionam a capacidade dos grupos dissidentes do IRA em desencadear uma nova campanha de violência Ulster.