Última hora

Última hora

Familiares e sobreviventes assinalam cinco anos dos atentados de Atocha

Em leitura:

Familiares e sobreviventes assinalam cinco anos dos atentados de Atocha

Tamanho do texto Aa Aa

A capital espanhola assinala o quinto aniversário do pior atentado da al-Qaida cometido em solo europeu. Uma centena de pessoas esteve esta manhã na estação de Atocha, no centro de Madrid, para prestar homenagem às vítimas dos atentados terroristas de 11 de Março.

Entre familiares e sobreviventes esteve também a presidente da associação 11-M de apoio às vítimas. “Eu penso que não há um minuto, ou um segundo em que as vítimas não se lembrem do que estavam a fazer a esta hora há cinco anos. Não estamos bem”, disse Pilar Manjón. A classe política espanhola não deixou de prestar homenagem aos mortos do atentado. O poder local organizou uma cerimónia junto à sede do Governo regional. No parlamento, a abertura da sessão do dia foi marcada por um minuto de silêncio observado por todos os deputados e membros do executivo. Há cinco anos, as câmaras de vigilância registaram e divulgaram, para todo o mundo, algumas das explosões resultantes da detonação de 10 bombas, colocadas em quatro comboios apinhados de passageiros. O ataque, inicialmente atribuído à ETA, ocorreu três dias antes das eleições legislativas, resultou na morte de 191 pessoas e em quase 2.000 feridos. Três semanas depois, a polícia espanhola deteve parte dos militantes islamitas que viriam a ser condenados pelos atentados.