Última hora

Última hora

França determinada a regressar ao comando integrado da NATO

Em leitura:

França determinada a regressar ao comando integrado da NATO

Tamanho do texto Aa Aa

A França está determinada a regressar ao comando integrado da NATO. No dia em que o conselho de ministros gaulês deu luz verde para o governo defender esta intenção na Assembleia Nacional, o presidente Nicolas Sarkozy veio a público justificar a intenção de mudar a posição francesa, 43 anos depois do pais se ter colocado à margem da estrutura.
 
“O nosso pensamento estratégico não pode continuar pendurado num mundo em que as condições da nossa segurança mudaram radicalmente. Acho que a questão da independência do país passa primeiro por saber onde está a nossa família e e saber que a nossa família não duvida de nós”, anunciou Sarkozy.
 
Aprovado o regresso da França ao centro de decisão e planeamento da aliança atlântica, Paris tem intenção de fazer passar de 100 para 800, o número de militares no comando integrado. A Alemanha tem 1700 homens, a grã-bretanha um milhar.