Última hora

Última hora

Médicos Sem Fronteiras abandonam o Darfur

Em leitura:

Médicos Sem Fronteiras abandonam o Darfur

Tamanho do texto Aa Aa

Os Médicos Sem Fronteiras vão retirar do Darfur a quase totalidade do seu pessoal. A decisão foi tomada na sequência do sequestro de três membros da organização, na região.

Os Médicos Sem Fronteiras afirmam que os únicos elementos que ficam no terreno serão os que vão tentar a libertação dos colegas. As três pessoas sequestradas são de nacionalidade francesa, canadiana e italiana. Segundo um porta-voz da força de manutenção da paz da União Africana foram raptadas por homens armados que entraram nos escritórios da secção belga da organização em Saraf Umra, a 200 quilómetros da capital do Darfur Norte, na passada quarta-feira. As secções francesa e holandesa dos médicos sem fronteiras tinham sido expulsas do território pelas autoridades sudanesas sob a acusação de colaborarem com o TPI, que emitiu um mandado de captura contra o presidente Omar al Bashir.