Última hora

Última hora

Colaboradores da MSF raptados no Darfur foram libertados

Em leitura:

Colaboradores da MSF raptados no Darfur foram libertados

Tamanho do texto Aa Aa

Os quatro colaboradores da organização humanitária Médicos Sem Fronteiras raptados esta semana no Darfur já estão em Cartum.

A enfermeira canadiana, o médico italiano, o coordenador francês e o tradutor sudanês foram libertados por volta do meio-dia. O médico, Mauro d’Ascanio, agradeceu “a todos os que se esforçaram e contribuiram” para obter a sua libertação. Os funcionários da ONG tinham sido raptados na quarta-feira em Saraf Umra, a cerca de cem quilómetros da fronteira com o Chade. A organização põe agora questão o futuro das suas operações no Darfur. As relações estão tensas entre o Sudão e o Ocidente, depois do Tribunal Penal Internacional ter emitido uma ordem de captura contra o presidente Omar Hassan Al-Bashir, o que levou Cartum a expulsar várias organizações humanitárias.