Última hora

Em leitura:

Polícia interroga 9 suspeitos dos homicídios da semana passada


mundo

Polícia interroga 9 suspeitos dos homicídios da semana passada

Na Irlanda do Norte, prossegue o inquérito aos assassinatos de 2 militares e 1 polícia na semana passada.

9 suspeitos estão a ser interrogados pela polícia no quadro da investigação aos homicídios. Ontem, a violência regressou ao Ulster com grupos de jovens nacionalistas a atacarem as forças da ordem, lançando pedras e cocktails molotov. A polícia respondeu à bastonada e procedeu a algumas detenções. Os 2 militares foram abatidos à porta da caserna em Antrim num ataque reivindicado pelo IRA Verdadeiro, uma facção dissidente do IRA. Os confrontos entre jovens e a polícia ocorreram em Lurgan, pouco depois das autoridades terem detido nessa localidade Colin Duffy por suspeita de envolvimento na morte dos soldados. Duffy é um destacado ex-membro do IRA que já esteve acusado de homicídios mas que nunca chegou a ser julgado. O Sinn Fein já veio a público classificar os responsáveis pelos crimes da semana passada de “traidores”, o que lhe valeu a crítica da linha dura dos católicos nacionalistas. Segundo as autoridades, existem ainda na Irlanda do Norte cerca de 300 militantes nacionalistas que querem acabaram com a soberania britânica pela via armada. É o caso do IRA Verdadeiro ou do IRA Continuidade, constituídos por pequenos grupos de dissidentes do IRA mas que estão longe de contar com o mesmo apoio popular de que gozava o Exército Republicano Irlandês.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Discovery deve viajar hoje para a ISS