Última hora

Última hora

Ex-marxistas vencem presidenciais em El Salvador

Em leitura:

Ex-marxistas vencem presidenciais em El Salvador

Tamanho do texto Aa Aa

A antiga guerrilha marxista de El Salvador venceu ontem as eleições presidenciais, pondo fim a 20 anos de domínio da direita no pequeno país da América Central.

Milhares de pessoas festejaram ontem a vitória do candidato do partido Frente Farabundo Marti, que prossegue a vaga de êxitos eleitorais da esquerda na América Latina. O antigo jornalista e correspondente da cadeia internacional CNN, Mauricio Funés obteve 51,2% dos votos no sufrágio. Um resultado saudado pelo presidente da Venezuela Hugo Chávez. Funés afirmou que a sua prioridade passa pelo reforço das relações com os Estados Unidos da América, país que, há 20 anos, tinha contribuído para a derrota da guerrilha. O candidato do partido conservador Alianza Republicana Nacionalista, Rodrigo Ávila reconheceu publicamente a derrota. A campanha eleitoral num dos países mais violentos do mundo foi dominada pelo tema da crise económica num território marcado pela pobreza. Desde a intervenção norte-americana para derrotar a guerrilha que o país de seis milhões de habitantes, adoptou o dólar como moeda nacional, tendo mesmo enviado um contingente militar para o Iraque. Washington já tinha afirmado que reconheceria a vitória de qualquer um dos candidatos.