Última hora

Última hora

Palestinianos receiam Governo israelita de extrema-direita

Em leitura:

Palestinianos receiam Governo israelita de extrema-direita

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia tomou o pulso às negociações entre grupos rivais palestinianos, mediadas pelo Egipto.

Bruxelas acredita que um governo de unidade nacional ajudaria a negociar com Israel, mas o ministro palestiniano dos Negócios Estrangeiros teme que o novo Executivo israelita não esteja aberto a conversações. “É bastante claro mediante o que temos ouvido e aquilo que esperamos, que Israel vai ter um Governo de extrema-direita, um Governo anti-paz e, se for esse o caso, todos os esforços e expectativas para a renovação das negociações entre Israel e a Palestina vão ser desperdiçados. Penso que a comunidade internacional tem de assumir as responsabilidades”, disse Riad Al-Malki. E os receios do governante palestiniano confirmaram-se. O primeiro-ministro designado de Israel já arranjou um primeiro parceiro para o Governo de coligação: o partido de extrema-direita Yisrael Beiteinu, de Avigdor Lieberman, conhecido pelo discurso anti-árabe.