Última hora

Última hora

EUA consideram ataques de dissidentes do IRA como "uma afronta à paz"

Em leitura:

EUA consideram ataques de dissidentes do IRA como "uma afronta à paz"

Tamanho do texto Aa Aa

A secretária de Estado norte-americana designou os recentes ataques que mataram dois soldados e um polícia, na Irlanda do Norte, como “uma afronta à paz”.

Em Washington, numa conferência de imprensa conjunta com o ministro dos Negócios Estrangeiros da Irlanda, Hillary Clinton não poupou elogios aos Governos britânico e irlandês. “Quero elogiar a liderança da Irlanda do Norte, bem como os governos irlandês e britânico pelas declarações construtivas e pela sua forte determinação face a este ataque”, disse Clinton. O presidente do Sinn Fein, que também se encontra de visita a Washington para participar nas celebrações do Dia de São Patrício, disse que o próprio processo de paz foi o alvo dos ataques. “Chegámos aonde estamos através do diálogo. Quando o diálogo foi encerrado, quando as pessoas foram censuradas, quando foi proibido falar, essa lacuna foi preenchida pela violência. Isso não vai voltar a acontecer. Vamos continuar o diálogo, a aproximação, a fazer amigos com os nosso vizinhos Unionistas”, disse Gerry Adams, que se vai encontrar com Hillary Clinton, na terça-feira, Dia de São Patrício, o patrono da Irlanda. Uma data muito festejada pela comunidade irlandesa residente nos Estados Unidos.