Última hora

Última hora

Josef Fritzl confrontado com testemunho da filha

Em leitura:

Josef Fritzl confrontado com testemunho da filha

Tamanho do texto Aa Aa

O julgamento de Josef Fritzl prossegue hoje pelo segundo dia à porta fechada no tribunal de Sankt Polten.

O colectivo de três juízes e oito jurados vai confrontar Fritzl com o testemunho da filha que é acusado de sequestrar e violar, durante 24 anos de uma vida dupla, aparentemente à revelia da mulher e dos sete filhos. O depoimento de Elizabeth foi registado em vídeo ao longo de 11 horas. Ontem, o septuagenário admitiu as acusações de sequestro, incesto e violação da própria filha, mas recusa ter causado a morte de uma das sete crianças nascidas da relação incestuosa. Essa é a única das acusações que lhe pode valer uma pena de prisão perpétua, enquanto a acusação de escravatura, inédita num tribunal austríaco, é passível de 10 a 20 anos de prisão. No exterior do tribunal, dezenas de manifestantes protestaram contra um processo que comparam a “uma produção de Hollywood” e denunciam a atitude do Governo face aos direitos das vítimas. A imprensa austríaca dava amplo destaque ao caso que também está a chocar o resto do mundo. Centenas de jornalistas de diversos países estão na pequena localidade de Sankt Polten mas o processo vai continuar à porta fechada, até à leitura da sentença.