Última hora

Última hora

Madagáscar: presidente anuncia demissão após tentativa de golpe de estado

Em leitura:

Madagáscar: presidente anuncia demissão após tentativa de golpe de estado

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente do Madagáscar prepara-se para anunciar a demissão e entregar o poder ao exército, um dia depois dos militares terem ocupado o palácio presidencial em Antananarivo.

O anúncio foi feito num comunicado divulgado ao final da manhã. Marc Ravalomanana deverá confirmar a decisão num discurso agendado para as próximas horas, segundo um dos assessores do chefe de estado. O governo provisório auto-proclamado pela oposição já está instalado na sede da presidência, onde centenas de pessoas aguardam um discurso de Andry Rajoelina. O jovem opositor ao presidente autoproclamou-se hoje “chefe” de uma autoridade de transição do país. Ontem, a tentativa de golpe de estado não provocou vítimas, depois do exército ter ocupado o palácio presidencial vazio. Os militares recusavam-se a avançar sobre o refúgio do presidente, nos arredores da capital, para evitar um banho de sangue. Dois meses e meio depois do início da vaga de protestos contra o presidente Marc Ravalomanana, que provocou 135 mortos, exército e oposição querem acelerar a retirada do contestado político. A oposição liderada por Marc Rajoelina, convocou uma nova manifestação para esta tarde na capital. Um habitante de Antananarivo acusa o presidente de, “não ter feito nada para evitar que o fosso entre ricos e pobres se aprofunde, é por isso que a população se manifesta nas ruas”. Marc Ravalomanana é acusado de ter descurado o combate contra a pobreza que atinge 70% da população em favor dos seus interesses pessoais. Desde ontem, que a Igreja católica tenta relançar as discussões. A oposição recusara a proposta do presidente de convocar um referendo para resolver o conflito.