Última hora

Última hora

Ravalomanana diz que lutará "até à morte"

Em leitura:

Ravalomanana diz que lutará "até à morte"

Tamanho do texto Aa Aa

O Presidente, Marc Ravalomanana, está sob grande pressão para se demitir. Mas antes pediu um referendo para decidir quem governaria o país, o que o líder da oposição, Andry Rajoelina rejeitou, o ainda chefe de Estado garante que “lutará até à morte” e tem discutido apoio militar com a Organização das Nações Unidas e com Estados do sul da África. O comandante do exército declarou que tinham prometido restaurar a calma no país mas que não querem que uma pessoa como Ravalomanana se agarre ao poder e que o pás se afunde.

A oposição tinha já tomado um edifício governamentalmas o apoio do Exército à Rajoelina parece decisivo. A invasão teve início com explosões e disparos de armas de fogo dentro do complexo onde fica o palácio. Ravalomanana encontrava num outro palácio, a cerca de 15 quilómetros do centro da capital, Antananarivo.