Última hora

Última hora

Andry Rajoelina: da oposição à presidência de Madagáscar

Em leitura:

Andry Rajoelina: da oposição à presidência de Madagáscar

Tamanho do texto Aa Aa

O tribunal constitucional de Madagáscar reconheceu Andry Rajoelina como novo presidente do país, um dia depois do exército ter dado plenos poderes ao líder da oposição.

O jovem político iniciou hoje discussões para lançar um plano contra a pobreza, um problema que esteve na base dos dois meses e meio de protestos da oposição que levaram ontem o presidente a demitir-se. Mas a legitimidade do novo líder enfrenta ainda a resistência da comunidade internacional. Vários países da União Africana exigem o respeito da Constituição que impede Rajoelina de assumir a chefia de Estado. O político de 34 anos, tem menos seis anos do que a idade mínima exigida para o cargo, mas vai assumir o poder até às próximas eleições, dentro de dois anos. Segundo os analistas contará com o apoio internacional de países como a França. O presidente deposto Marc Ravalomanana encontra-se em paradeiro desconhecido, depois de ter entregue o poder aos militares. O palácio presidencial e a casa onde se refugiou, nos arredores da capital, foram esta noite palco de pilhagens. Ravalomanana era alvo de um mandado de captura por alta traição, acusado de descurar a luta contra a pobreza em favor dos seus interesses pessoais.