Última hora

Em leitura:

Josef Fritzl admite todas as acusações


Áustria

Josef Fritzl admite todas as acusações

Josef Fritzl admitiu a culpa em todos os crimes de que é acusado ao terceiro dia de julgamento.

O austríaco, que está a ser julgado pela violação e sequestro da própria filha, que manteve numa cave durante 24 anos, admitiu que poderia ter feito algo para evitar a morte de uma das sete crianças nascidas da relação incestuosa. Uma admissão que poderá ter sido provocada pelo visionamento de um depoimento em vídeo gravado por Elizabeth, a vítima maior do septuagenário conhecido como o monstro de Amstetten. Fritzl confessou igualmente ter tratado a filha como escrava ao longo de todos os anos de cativeiro. O advogado do engenheiro reformado não esperava a confissão. “Os peritos psiquiatras dizem que ele é ccomprovadamente são, mas que tem graves desvios de personalidade que motivaram aquilo que fez. Por isso, este crime vai levar a uma pena de prisão e ao internamento numa clínica psiquiátrica”, declarou. Na Áustria aumenta a expectativa quanto ao desfecho do processo cuja sentença deverá ser conhecida esta quinta-feira. Se for considerado culpado pela morte de um dos filhos-netos em 1996, Josef Fritzel deverá ser condenado a prisão perpétua. O caso chocou o mundo e sobretudo a opinião pública austríaca que exige uma punição exemplar para limpar a honra do país.
Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Renasce a esperança na ilha de Madagáscar