Última hora

Última hora

Habitantes de Amstetten reagem ao veredicto

Em leitura:

Habitantes de Amstetten reagem ao veredicto

Tamanho do texto Aa Aa

Foi na vila de Amstetten, a 130 quilómetros de Viena onde tudo aconteceu. Era aí que Josef Fritzl vivia.

Alguns residentes desta localidade consideram a pena apropriada mas há também quem pense que deveria ter sido mais severa. “Acho que é justo que ele fique fechado para toda a vida. Qualquer outro veredicto ter-me-ia surpreendido. Acho que está bem, é apropriado, disse uma habitante de Amstetten. “Foi pouco. Ele é um monstro, um demónio…. tudo, não existem palavras para descrevê-lo”, refere outro. A filha Elizabeth viveu numa cave onde serviu de escrava sexual e deu à luz os filhos-netos do pai. Tinha 18 anos quando foi empurrada para o buraco… saiu aos 42 . Os vizinhos sempre descreveram como pessoa afável e educada aquele que é agora descrito como Monstro sexual pela imprensa. Há quem esteja satisfeitos com o fim do caso apesar de considerarem a pena insuficiente. “Estou contente pelo facto de isto finalmente terminar. Qualquer veredicto é suave. Não existe castigo à altura do que ele fez à família, não há pena possível”, refere uma senhora. Amstetten tornou-se célebre pelas piores razões… A história teve agora um ponto final. O veredicto não é passível de recurso.