Última hora

Em leitura:

Pena máxima para Fritzl o 'monstro'


Áustria

Pena máxima para Fritzl o 'monstro'

Josef Fritzl foi condenado a prisão perpétua pelo crime de homicídio por negligência.

Fritzl, que enfrentava ainda as acusações de violação, incesto, e rapto, deverá cumprir a pena numa instituição psiquiátrica. O sistema austríaco nâo inclui o cúmulo de penas pelo que será punido o crime mais grave. Os três juízes e oito jurados pronunciaram-se ao fim de quatro dias de julgamento. O réu, que já tinha admitido a culpabilidade em todos os crimes, acolheu o veredicto sem surpresa, tal como o advogado de defesa: “O meu cliente aceitou a pena sem a minha intervenção. Aparentemente, ele considera o veredicto como um castigo justo”. O tribunal de Sankt Polten deu como provados os factos que confirmam que o septuagenário manteve a filha elizabeth sequestrada durante 24 anos numa cave da residência familiar, em Amstetten. Da relação incestuosa resultaram sete crianças sendo que uma delas morreu em 1996, sem que Josef Fritzl tenha tentado impedi-lo. A defesa afirmou que não vai apresentar qualquer recurso pelo que o que fica por esclarecer é ainda em que tipo exacto de estabelecimento irá o réu cumprir a pena.
Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

sterreich