Última hora

Última hora

Milhares de pessoas marcham contra a máfia em Nápoles

Em leitura:

Milhares de pessoas marcham contra a máfia em Nápoles

Tamanho do texto Aa Aa

Nápoles foi a capital da luta anti-máfia por um dia. Mais de 100 mil de pessoas marcharam pelas ruas da capital da Campânia, este sábado, para celebrarem o 14° dia da memória das vítimas da máfia.

No cortejo, encabeçado por familiares das vítimas, participaram pessoas vindas de todas as regiões de Itália e de 30 países de vários continentes. Vincenzo D’Agostino perdeu o seu filho, um polícia assassinado pela máfia, e refere que todos os presentes na manifestação são como sobrinhos seus. “São o futuro da Itália. Não os vamos abandonar”, conclui. O cortejo celebra o dia da memória das vítimas, mas como refere o líder da associação de luta anti-máfia “Libera”, Don Luigi Ciotti, a manifestação “só tem significado se trabalharmos juntos nos outros 365 dias do ano.” Só as quatro organizações mafiosas italianas – a Cosa Nostra siciliana, a Camorra napolitana, a Ndrangheta calabresa e a Sacra Corona Unita da Apúlia – mataram mais de 900 pessoas nas últimas décadas. O escritor Roberto Saviano, ameaçado de morte pela Camorra por ser o autor do do best-seller “Gomorra”, fez uma breve aparição no final da marcha.