Última hora

Última hora

Primeiro-ministro propõe demissão para fazer o país sair da crise

Em leitura:

Primeiro-ministro propõe demissão para fazer o país sair da crise

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro húngaro propôs a demissão ao seu partido para permitir a formação de um novo governo que consiga tirar o país da crise que atravessa.

No congresso do partido socialista, Ferencs Gyurcsany explicou as razões. “Ouvi dizer que sou um obstáculo à cooperação necessária para reformas, para um governo maioritário estável e um comportamento responsável da oposição. Espero que assim seja e que eu seja o único obstáculo. Se assim for elimino esse obstáculo. Proponho a formação de um novo governo liderado por um novo primeiro-ministro. Em 2006, Gyurcsany tornou-se o primeiro chefe de Governo húngaro a ser reeleito após a queda do comunismo. Meses depois, a oposição saiu às ruas para exigir a demissão, quando foi divulgada a gravação em que admitia ter mentido sobre o estado da economia para garantir a reeleição. Gyurcsany governa sem maioria absoluta depois dos democratas livres se terem retirado da coligação no poder. Para terem um primeiro-ministro, sem eleições, os socialistas precisam da aprovação do parlamento.