Última hora

Última hora

União Europeia reforça apoios à Europa de Leste e ao FMI

Em leitura:

União Europeia reforça apoios à Europa de Leste e ao FMI

Tamanho do texto Aa Aa

Os Vinte e Sete decidiram duplicar para 50 mil milhões de euros as ajudas de emergência à Europa de Leste e reforçar em 75 mil milhões de euros a contribuição para o Fundo Monetário Internacional.

A decisão da Cimeira da Primavera foi classificada pelo direcção do FMI como um passo importante para estabilizar o sistema financeiro, face à mais grave crise desde a Segunda Guerra Mundial. Para o presidente da Comissão Europeia foi “uma cimeira de entrega, um passo crucial no sentido da recuperação”. Durão Barroso disse que “há mais trabalho por fazer, mas a Europa está a mostrar que está preparada para o desafio e foi capaz de obter uma resposta coordenada, que agora pode oferecer como contribuição para a tão necessária resposta global”. O primeiro-ministro britânico sublinhou que, em Bruxelas, a União Europeia preparou as fundações para a Cimeira do G20 no início de Abril em Londres. Gordon Brown vai multiplicar encontros no outro lado do Atlântico, onde serão discutidas “as acções que podem tomar em conjunto para conduzir a economia global de novo para o crescimento e investir no futuro. As acções tomadas [pela Europa] e os fundos disponibilizados vão ajudar a garantir que será feito tudo o possível para o rápido regresso ao crescimento da economia global”. Os líderes europeus contam propor, em Londres, as bases da reforma do sistema financeiro global, favorecendo a regulação dos mercados em detrimento do conceito norte-americano de maiores esforços orçamentais para o relançamento da economia mundial.