Última hora

Última hora

Aliança Nacional e Força Itália juntam-se para criar novo partido de direita italiano

Em leitura:

Aliança Nacional e Força Itália juntam-se para criar novo partido de direita italiano

Tamanho do texto Aa Aa

Terminou este domingo o último congresso da longa história do partido italiano Aliança Nacional.

A formação da direita conservadora italiana aprovou durante a reunião a sua dissolução para formar uma nova força política juntamente com a Força Itália de Silvio Berlusconi e que se vai chamar Povo da Liberdade. O secretário-geral do partido e presidente da câmara dos deputados, Gianfranco Fini, fez uma retrospectiva da vida do partido. “Não há quaisquer dúvidas. Foi no congresso de Fiuggi que semeámos a primeira semente do que acabaria por se tornar o Povo da Liberdade. Foi a primeira semente porque dirigimo-nos a todos os italianos numa lógica pós-ideológica, numa lógica que tinha como objectivo a construção do futuro, numa lógica mais moderna, mais europeia, baseada na alternância democrática.” Para acalmar as vozes que se insurgiram no seio do partido contra esta fusão por temerem uma perda total de liberdade de expressão, Gianfranco Fini enviou uma mensagem ao primeiro-ministro italiano. “Berlusconi sabe que uma liderança forte e reconhecida não pode ser, de forma alguma, o culto da personalidade.” A história da Aliança Nacional remonta ao fim da segunda guerra mundial. Na altura chamava-se Movimento Social Italiano, herdeiro da tradição fascista e cujos membros eram na sua maioria antigas altas patentes militares de Mussolini. Gianfranco Fini assumiu a liderança do MSI em 1995 e transformou o partido em Aliança Nacional, com uma base ideológica idêntica à do Partido Popular espanhol. Hoje é a segunda formação política da coligação governamental italiana.