Última hora

Última hora

Le Pen volta a dividir Parlamento Europeu

Em leitura:

Le Pen volta a dividir Parlamento Europeu

Tamanho do texto Aa Aa

O líder da extrema-direita francesa, Jean-Marie Le Pen, volta a estar no centro do descontentamento do Parlamento Europeu.

Mandam as regras da “Eurocâmara” que a primeira sessão parlamentar após a realização de eleições seja presidida pelo decano dos eurodeputados. Após o escrutínio europeu que vai decorrer entre os dias 04 e 07 de Junho, o mais velho deputado europeu será o líder da extrema-direita francesa. Para o presidente do grupo socialista, Martin Schulz, “alguém que nega o Holocausto não pode ser o decano de uma assembleia multinacional” e diz esperar que sejam tomadas medidas para que Le Pen não presida à sessão parlamentar. “A melhor solução é os franceses não votarem nele”, acrescenta. A proposta teve o apoio de Daniel Cohn-Bendit, co-presidente dos Verdes. Bem ao seu estilo, Jean-Marie Le Pen referiu tratar-se de uma “opinião imbecil” de dois chefes de grupo alemães, socialistas e verdes. Disse não estar surpreendido e acrescentou que “eles vão provavelmente votar uma resolução para impedir a terra de girar.” Os líderes dos grupos liberal e conservador mostraram algumas reservas em relação à proposta de alteração do regulamento interno do Parlamento Europeu apresentada pelos socialistas. Jean-Marie Le Pen faz 81 anos no dia 21 de Junho. A primeira sessão parlamentar está agendada para o dia 14 de Julho.