Última hora

Última hora

NATO:celebrar o passado preparando o futuro

Em leitura:

NATO:celebrar o passado preparando o futuro

Tamanho do texto Aa Aa

O secretário-geral da NATO esteve, esta quarta-feira, na Casa Branca.

Jaap de Hoop Scheffer falou com Barak Obama da estratégia para o Afeganistão, das relações com a Rússia e do combate ao terrorismo internacional. O presidente norte-americano deixou um sinal claro de entendimento com Moscovo, sem deixar de lembrar que Washington tem as suas prioridades: “A minha administração procura boas relações com a Rússia, mas em coerência – enquanto membro da NATO – com a necessidade de enviar a toda a Europa um sinal claro que os países que aspirem a juntar-se à NATO devem poder juntar-se à NATO”, esclareceu. A alusão ao alargamento da Aliança ao leste da Europa que incomoda o Kremlin. A reunião de Obama e Scheffer acontece na véspera da administração americana revelar o novo plano estratégico para o Afeganistão e serviu sobretudo para preparar a cimeira do 60° aniversário da NATO que se realiza no princípio de Abril. O secretário-geral lembrou as dificuldades: “Celebrar o sexagésimo aniversário não serve apenas para recordar os sucessos, mas também para olhar em frente e no Afeganistão há grandes desafios. Há muitas coisas que estão bem e muitas outras coisas que não estão”, afirmou O Afeganistão é o calcanhar de Aquiles da Aliança. Nos últimos dois anos a insurreição não tem deixado de crescer no país. Os Estados Unidos enviam mais 17 mil soldados e pedem um reforço militar de 4.500 efectivos aos aliados europeus.