Última hora

Última hora

PIB americano recua 6,3% no último trimestre de 2008

Em leitura:

PIB americano recua 6,3% no último trimestre de 2008

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar dos sinais de progressos que Barack Obama diz ver, a economia norte-americana vai mal.

O número de desempregados atingiu um nível recorde com 5,56 milhões de pessoas sem trabalho na semana do 09 ao 15 de Março. No quarto trimestre de 2008, em termos anuais, o Produto Interno Bruto (PIB) recuou 6,3%, abaixo das estimativas dos analistas que apontavam para uma queda de 6,6%. Para além do recuo do PIB, as empresas norte-americanas viram os seus lucros líquidos caírem 10,7%. Estes dois resultados constituem a maior contracção de actividade desde 1982. Para evitar que outras crises como esta se repitam, Timothy Geithner apresentou esta quinta-feira, na Câmara dos Representantes, um projecto de reforma da regulação do sistema financeiro. Perante os deputados norte-americanos, o secretário do Tesouro explicou que “os Estados Unidos têm um sistema muito complicado, com regulação ao nível federal e estadual, que não funcionou. Não obteve os resultados que devia ter obtido. Temos que garantir uma supervisão consultiva e efectiva sobre as entidades que podem ser um risco para o sistema”, conclui. Para além da criação de uma “entidade única” para fiscalizar as maiores sociedades financeiras, cujo fracasso pode ter repercussões no mundo inteiro, o plano apresentado por Geithner prevê também que os fundos de investimento de risco, como os “hedge funds”, sejam declarados junto das autoridades bolsistas e comunicados nas suas contas, numa base confidencial.