Última hora

Última hora

Começa julgamento de "Duch"

Em leitura:

Começa julgamento de "Duch"

Tamanho do texto Aa Aa

Começou o julgamento de “Duch”, o antigo director do centro de tortura S-21 dos Khmers Vermelhos, acusado de crimes de guerra e crimes contra a humanidade na década de 70.

As questões técnicas foram tratadas em Fevereiro, mas esta segunda-feira marcou o início efectivo do processo, com a leitura das acusações contra Kaing Guek Eav, actualmente com 66 anos. Duch incorre numa pena de prisão perpétua. Sobreviventes do regime de Pol Pot deslocaram-se a Phnom Penh para assistir à audiência no Tribunal Internacional patrocinado pela ONU. Um dos únicos três sobreviventes ainda em vida do campo S-21 explica que está dividido, por um lado “zangado” pois Duch ordenou a morte da sua mulher, e pelo outro “contente por haver um tribunal para o punir”. O antigo professor de matemática dirigiu o centro de tortura na capital cambojana, por onde passaram mais de 15 mil homens, mulheres e crianças antes de serem executados. O regime de terror conduzido pelos Khmers Vermelhos resultou na morte de cerca de dois milhões de pessoas, quase um quarto da população do Camboja.