Última hora

Última hora

Tropas britânicas dizem adeus ao Iraque

Em leitura:

Tropas britânicas dizem adeus ao Iraque

Tamanho do texto Aa Aa

O início do fim da presença militar britânica no Iraque. A cerimónia desta manhã em Bassorá dá início à retirada dos quatro mil soldados britânicos mobilizados no Sul do Iraque. O processo só estará terminado no final de Julho.

No Sul do Iraque, os Royal Marines vão ser substituídos pela 10/a Divisão de Montanha do exército americano. Missão: continuar o treino das tropas iraquianas, até à retirada americana prevista para 2011. Na cerimónia de passagem de poder, o comando americano louvou os esforços das forças de Sua Majestade e prestou homenagem aos 179 militares britânico mortos desde a invasão em Março de 2003. Apesar da retirada, Londres vai deixar ainda no terreno 400 homens. Um número insignificante face aos 45 mil que enviou há seis anos e que desde então controlaram a província de Bassorá. O primeiro-ministro Tony Blair justificou o envio das tropas para depor Saddam Hussein que era acusado de possuir armas de destruição massiva. Razões contestadas e que serão alvo de um inquérito, como anunciou o actual executivo de Gordon Brown. A província de Bassorá esteve sob controlo das tropas britânicas até ao início do passado mês de Janeiro, altura em que as forças iraquianas assumiram o controlo da segurança da região, considerada o pulmão económico do país. Na hora do adeus, os britânicos deixam uma província relativamente calma, apesar da influência das milícias xiitas.