Última hora

Última hora

Washington apela à reconciliação com talibãs moderados no Afeganistão

Em leitura:

Washington apela à reconciliação com talibãs moderados no Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos estendem as mãos aos talibãs moderados que renunciem à violência. A nova estratégia americana para o Afeganistão foi explicada hoje por Hillary Clinton na conferência sobre o Afeganistão que reúne cerca de cem países e organizações, em Haia.

A chefe da diplomacia americana apelou a uma reintegração e reconciliação com os talibãs moderados e o presidente afegão Hamid Karzai louvou o novo esforço americano. Prova da mudança de estratégia é a presença, pela primeira vez, de uma delegação iraniana, chefiada pelo secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros. A cooperação regional passa a ser um dos pilares da estratégia e o Irão, mesmo dizendo-se contra a presença militar estrangeira, prometeu ajudar a lutar contra o tráfico de ópio e participar no desenvolvimento. Actualmente, 70 mil soldados estrangeiros enfrentam um aumento da violência no terreno. Para muitos analistas, a melhoria das condições de vida da população é a chave do combate quer ao extremismo quer à cultura do ópio. Na conferência de Maio foram prometidos cerca de 20 mil milhões de euros de ajuda. Para dar o exemplo antes do encontro de hoje, Washington e Bruxelas anunciaram a doação de cem milhões de euros.