Última hora

Última hora

Dirigentes franceses da Caterpillar foram libertados

Em leitura:

Dirigentes franceses da Caterpillar foram libertados

Tamanho do texto Aa Aa

Foram libertados os quatro dirigentes da fábrica da Caterpillar de Grenoble, em França. Os quatros responsáveis estavam retidos no escritório do director-geral desde terça-feira pelos grevistas que protestam contra a eliminação de centenas de postos de trabalho.

Os trabalhadores lançaram, esta quarta-feira, um apelo ao presidente francês, Nicolas Sarkozy, e ao Parlamento Europeu para que sejam desbloqueados fundos europeus que viabilizem a empresa. Os dirigentes foram libertados depois de terem prometido o pagamento dos três dias de greve, o que para muitos trabalhadores não é suficiente para pôr termo ao movimento de protesto. A greve teve início na segunda-feira depois do anúncio da supressão de 733 funcionários. Os trabalhadores exigem pelo menos 30 mil euros de indemnização, um valor muito superior aos 10 mil euros que a empresa de maquinaria, com sede nos Estados Unidos, estava disposta a pagar. Antes de ser libertado, o director-geral da Caterpillar de Grenoble referiu não ter condições para reabrir as negociações enquanto estivesse barricado e justificou os despedimentos com o facto de serem a única forma de salvar a empresa.