Última hora

Última hora

Desemprego americano atinge níveis históricos

Em leitura:

Desemprego americano atinge níveis históricos

Tamanho do texto Aa Aa

A taxa de desemprego norte-americana subiu para máximos dos últimos 25 anos em Março. Como previsto pelos analistas, o desemprego norte-americano subiu para os 8,5%, o que representa mais 663.000 pessoas sem trabalho, para um total de cinco milhões desde o início da recessão há 16 meses. Só nos últimos seis meses a taxa de desemprego nos Estados Unidos passou de 6,6% para os actuais 8,5%, praticamente mais 2% da população activa sem trabalho. Barack Obama comentou estes números e sublinhou a importância de uma acção global para resolver a crise.

“A razão pela qual agimos de forma rápida e determinada em Londres deve-se ao facto de não nos podermos isolar do mercado global. A economia é extremamente interdependente, o capital atravessa fronteiras com grande rapidez e como consequência termos que agir de forma concertada senão temos um fracasso colectivo.” No mês de Março, a indústria da construção perdeu 126.000 empregos, depois de ter perdido 107.000 em Fevereiro. O sector dos serviços eliminou 358 mil postos de trabalho, menos oito mil do que um mês antes. O aumento registado no mês de Março expõe a economia dos Estados Unidos a novas quebras no consumo, o que poderá vir a anular os primeiros efeitos da recuperação. A última vez que a taxa de desemprego norte-americana atingiu os 8,5% foi em Novembro de 1983, quando a economia recuperava da recessão de 1981-82 durante a qual a taxa de pessoas sem trabalho atingiu os 11%.