Última hora

Última hora

Putin defende plano económico na Duma

Em leitura:

Putin defende plano económico na Duma

Tamanho do texto Aa Aa

Vladimir Putin foi pela primeira vez à Duma, a câmara baixa do parlamento russo, na qualidade de primeiro-ministro.

Putin defendeu a resposta do governo à crise mundial e garante que o pacote de ajuda à economia, de 67 mil milhões de euros, é suficiente para fazer com que a Rússia aguente um 2009 que parece difícil. “Os problemas começaram por aparecer fora da Rússia e não são culpa nossa. Mas os efeitos são globais e a Rússia foi afectada, tal como outros países. A esse respeito, quero mais uma vez dizer que quaisquer tentativas de excluír a Rússia do processo de decisão global, sobretudo no que toca à energia, ou tentativas de ignorar os interesses legítimos da Rússia, são contra-producentes”, disse o primeiro-ministro. O discurso de Putin foi criticado por alguns analistas, que o classificam como populista, e destinado a afirmar que o governo tem a situação sob controlo. Segundo os cálculos do banco VTB, a quebra económica em Março foi a maior de sempre, com a produção industrial em queda e o desemprego a subir. A crise obrigou o governo a recorrer aos fundos soberanos, que incluem sobretudo dinheiro do petróleo, para evitar um défice. O orçamento para este ano teve que ser revisto. A moeda nacional, o rublo, foi desvalorizada pelo Banco da Rússia.