Última hora

Última hora

Espanha remodela governo para enfrentar a crise

Em leitura:

Espanha remodela governo para enfrentar a crise

Tamanho do texto Aa Aa

Contra a crise, remodelar. José Luis Rodríguez Zapatero substitui mais de 1/3 do executivo. São 6 novos ministros num governo que fica mais político com a entrada de 2 pesos pesados do PSOE, Manuel Chaves e José Blanco.

A pasta da Economia passa a ser ocupada por Elena Salgado que é promovida a segunda vice-presidente do governo, depois de ter estado até agora à frente do ministério da Administração Pública. A remodelação surge um ano depois do início do segundo mandato de Zapatero numa altura em que a Espanha está mergulhada na recessão. O chefe do executivo não deixou ter fazer um elogio especial à grande vítima da crise, Pedro Solbes. Para Zapatero, o ex-ministro da Economia foi um exemplo de “tenacidade, dedicação e inteligência”. Solbes dirigia os destinos económicos de Espanha desde que Zapatero chegou ao poder em 2004, mas ficou muito fragilizado nos últimos tempos com o agravar da crise e a escalada do desemprego e já tinha manifestado intenção de sair. O líder da oposição, Mariano Rajoy vê a reestruturação governamental como o “reconhecimento explícito do fracasso do presidente do governo”, da equipa que nomeou e das políticas que tem seguido. Zapatero espera com esta remodelação uma “mudança de ritmo”, mas é a música da crise, a que se continua a escutar em Espanha.