Última hora

Última hora

O frio é o inimigo dos desalojados em Itália

Em leitura:

O frio é o inimigo dos desalojados em Itália

Tamanho do texto Aa Aa

As tendas instaladas para acolherem os desalojados, em Itália, não chegam para as dezassete mil pessoas que ficaram sem casa.

Cerca de duzentas passaram, a terceira noite consecutiva dentro de carros. Todos se queixam do frio que se faz sentir. “Esta noite esteve muito frio aqui e na primeira choveu muito. Felizmente temos ajuda da Protecção Civil que nos deu cobertores por isso nós e as crianças podemos aquecer-nos.” O primeiro-ministro, Silvio Berlusconi, visitou esta terça-feira o local e aconselhou os desalojados, a “encararem a situação como um acampamento de fim-de-semana”. Berlusconi acrescentou que não lhes falta nada, têm cuidados médicos e comida quente. As tendas erguidas nos arredores de Aquila, capital da província de Abruzzo, e a ajuda dos voluntários, que na sua maioria não dormem há vários dias, são o apoio possível para os sobreviventes desta catástrofe. O futuro é incerto já que algumas vítimas do terramoto de 1980 vivem ainda em casas temporárias.