Última hora

Última hora

Polícia tenta impedir pilhagens em Itália

Em leitura:

Polícia tenta impedir pilhagens em Itália

Tamanho do texto Aa Aa

Em L’ Aquila, Itália, a polícia está a patrulhar as zonas afectadas pelo sismo.

As autoridades estão a identificar todos aqueles que pretendem entrar nessas áreas para evitar que populares andem por zonas onde há perigo de derrocada e possíveis pilhagens. Entretanto o Primeiro-ministro, Silvio Berlusconi, afirmou que decidiram considerar as pilhagens como um delito, apesar de ainda não saberem que nome lhe vão dar. Este delito será severamente sancionado porque, segundo Berlusconi, uma pessoa que age desta forma numa situação trágica como esta não tem o menor senso de moralidade. Berlusconi indicou ainda que 17.700 pessoas estão abrigadas em tendas cedidas pelas autoridades e outras 10.000 pessoas estão alojadas em hotéis, o que faz aumentar o número de desalojados para cerca de 28.000. Muitas pessoas têm regressado aos locais de origem, às casas que caíram para recuperarem algumas coisas, principalmente objectos de valor. Para proteger os bens daqueles que foram obrigados a abandonar as suas casas, foram enviados mais de quatrocentos polícias para o local. As autoridades terão detido para interrogatório algumas pessoas que estariam alegadamente a fazer pilhagens.