Última hora

Em leitura:

Imprudência leva à demissão do chefe da Brigada anti-terrorista da Scotland Yard


Reino Unido

Imprudência leva à demissão do chefe da Brigada anti-terrorista da Scotland Yard

Uma imprudência custou o cargo ao chefe da Brigada anti-terrorista da Scotland Yard. Bob Quick foi obrigado a demitir-se, depois de ter sido fotografado ontem com documentos sobre uma operação anti-terrorista à porta da residência do primeiro-ministro. Informações secretas, que comprometiam a investigação, e que obrigaram a polícia a antecipar a operação.

A foto fez as primeiras páginas. A classe política britânica reconhece o trabalho realizado por Bob Quick, mas também que a situação era insustentável. O primeiro-ministro britânico relembra que Bob Quick pediu desculpas e que esse pedido é sincero. Gordon Brown acrescenta: “Não devemos esquecer que a polícia levou a cabo com sucesso as detenções. Os próximos dias serão importantes para a investigação policial”. Ontem, poucas horas após a imprudência de Quick, a polícia realizou uma vasta operação em Manchester, Liverpool e Clitheroe. Foram detidas 12 pessoas, 11 das quais de origem paquistanesa, que estariam a preparar atentados contra discotecas e centros comerciais. Com o Reino Unido em estado de alerta desde 2005, a Brigada anti-terrorista tem já um novo chefe. Bob Quick foi substituído por John Yates, conhecido pela investigação à corrupção e financiamento ilegal dos partidos que marcou a recta final do mandato de Tony Blair.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Absentismo "chumba" lei anti-pirataria