Última hora

Última hora

Ajuda a refugiados do terramoto ameaça levar hotéis italianos à ruína

Em leitura:

Ajuda a refugiados do terramoto ameaça levar hotéis italianos à ruína

Tamanho do texto Aa Aa

O governo italiano transferiu nos últimos dias cerca de sete mil refugiados da localidade de L’Aquila para os hotéis da Costa Adriática.

Na estância balnear de Tortoretto os desalojados precederam este ano os turistas nos 40 hotéis da região. Mas, sem qualquer ajuda do governo e face à anulação de milhares de reservas alguns empresários temem já a falência. A proprietária de um hotel afirma que até agora não recebeu, “um tostão do governo e não sei por quanto tempo poderei continuar a garantir a estadia e refeições de 300 pessoas por dia”. Se Roma garantiu a estadia em pensão completa para todos os desalojados, o executivo desbloqueou até agora apenas 10 mil euros para todos os hotéis. Entretanto, em L’Aquila os habitantes ensaiam um regresso à normalidade, uma vez mais, entregues à sua própria sorte. Um supermercado na região reabriu as portas para fazer face à escassez de víveres. O empregado do estabelecimento comercial afirma que, “a reabertura do supermercado é tão simbólica quanto uma necessidade, pois é uma forma de garantir o fornecimento de produtos básicos como leite ou o pão”. O governo aprovou ontem a atribuição de um subsídio de 400 euros mensais às famílias afectadas pelo terramoto, rejeitando qualquer ajuda internacional.