Última hora

Última hora

Cimeira de Pattaya invadida por manifestantes

Em leitura:

Cimeira de Pattaya invadida por manifestantes

Tamanho do texto Aa Aa

A guerra política que divide a Tailândia foi levada à cimeira asiática de Pattaya no sul do país.

Os manifestantes tailandeses, que se concentraram frente ao hotel onde decorre o encontro retiraram-se do local após negociações com as autoridades. Várias centenas de «camisas vermelhas» os apoiantes do antigo primeiro-ministro no exílio Thaksin Shinawatra – romperam os cordões de segurança. Após várias horas de tensão face a cerca de 500 agentes da polícia anti-motim e militares uma delegação entregou uma carta aos representantes da Associação das Nações do Sudeste Asiático para explicar as suas reivindicações. O ministro indonésio dos Negócios Estrangeiros explicou que se tratou de “uma manifestação pacífica dentro de um quadro democrático que permitu aos dois campos exprimirem as suas posições.” Os manifestantes exigem a demissão do primeiro-ministro, Abhisit Vejjajiva, no poder há menos de quatro meses, e a realização de eleições antecipadas. O chefe do governo já disse que não se demitirá apesar da pressão das dezenas de milhares de vozes que gritam contra si, pediu aos manifestantes para não se deixarem manipular pelo anterior primeiro-ministro no exílio.