Última hora

Última hora

Oposição argelina denuncia fraudes na reeleição de Bouteflika

Em leitura:

Oposição argelina denuncia fraudes na reeleição de Bouteflika

Tamanho do texto Aa Aa

Os apoiantes de Abdelaziz Bouteflika saíram às ruas de Argel para festejar a reeleição do presidente para um terceiro mandato.

A vitória nunca esteve em dúvida mas muitos analistas previam que uma fraca taxa de participação afectasse a imagem do presidente aos olhos da opinião pública argelina. Com a obtenção de mais de 90% dos votos expressos, o chefe de Estado de 72 anos conseguiu mesmo um melhor resultado que em 2004. A comissão nacional de eleições anunciou uma afluência próxima dos 75%, números muito contestados pela oposição. Nas ruas da capital as opiniões dividem-se. “Eu votei no Bouteflika, não encontramos outro presidente como ele, não nesta altura, ele é o único que pode ajudar a Argélia”, declarou um transeunte. “Eu já não acredito em nada, a classe política está ultrapassada, eles não são capazes de resolver os problemas profundos que nós temos”, afirmou um outro residente de Argel. O Presidente Bouteflika derrotou outros cinco candidatos, quatro dos quais denunciaram a ocorrência de graves irregularidades. As acusações incluiram a existência de boletins no interior das urnas antes do escrutínio e o impedimento dos observadores acompanharem o processo eleitoral.